Andy @ 20:58

Sex, 30/07/10

O teatro fica mais pobre (foto )

 

Há imagens que valem mais que mil palavras.

Quanto àquilo que penso do cancro, já vocês o sabem. Quanto a António Feio, está num sitio melhor.



Purple @ 20:49

Sab, 31/07/10

 

UM SENHOR!

Emília Bernardo @ 23:39

Sab, 31/07/10

 

"Pois os viventes estão cônscios de que morrerão; os mortos, porém, não estão cônscios de absolutamente nada, nem têm mais salário, porque a recordação deles foi esquecida. Também seu amor, e seu ódio, e seu ciúme já pereceram, e por tempo indefinido eles não têm mais parte em nada do que se tem de fazer debaixo do sol.Vai, come o teu alimento com alegria e bebe o teu vinho com um bom coração, porque o [verdadeiro] Deus já achou prazer nos teus trabalhos.  Em toda ocasião, mostrem ser brancas as tuas vestes e não falte óleo sobre a tua cabeça.  Vê a vida com a esposa que amas, todos os dias da tua vida vã que Ele te deu debaixo do sol, todos os dias da tua vaidade, pois este é o teu quinhão na vida e na tua labuta em que trabalhas arduamente debaixo do sol.  Tudo o que a tua mão achar para fazer, faze-o com o próprio poder que tens, pois não há trabalho, nem planejamento, nem conhecimento, nem sabedoria no Seol, o lugar para onde vais.
" Eclesiaste 9:5-10
Estes textos retirados da biblia sagrada, mostram claramente o que acontece aos humanos quando morrem, algumas pessoas por vezes dizem:" mas como será?, nunca cá ninguém veio dizer " Realmente as pessoas só estão na ignorância porque querem, porque há esclarecimento. A morte é comparavel a um sono profundo, a pessoa não sente nada nem está em lugar nenhum, nem nos pode ver, ela simplesmente deixou de existir, assim como a chama de uma vela, quando se apaga, para onde foi? ela simplesmente deixou de existir. Como é reconfortante saber que a pessoa que nos é querida finalmente parou de sofrer. Mas será que a morte é o fim de tudo? A biblia também dá esclarecimento, terei todo gosto em responder a pessoas sinceras que desejarem. O meu contacto é o seguinte: emiliabernardo.aves@gmail.com


jotaeme @ 22:28

Dom, 08/08/10

 

OLá! Pela primeira vez a visitar o teu espaço, que achei muito interessante de ideias limpas e objectivas e neste acso a citar uma figura que desaparece prematuramente e que nos fazia sorrir e pensar numa átrea muito difícil de (sobre) viver... Se ele está num lugar melhor, pelo menos nas nossas memórias colectivas, disso não tenho dúvidas!
Faço-te o convite a veres o meu "CONTRAPONTO", onde penso poderás encontrar algo que te interesse comentar!
Uma boa semana para Ti!
Jorge madureira

Soraia Tabaio @ 14:11

Seg, 09/08/10

 

...e há exemplos que valem mais que que mil imagens. António Feio foi um grande exemplo para todos. eu adorava-o e ainda adoro! :)