Andy @ 19:56

Seg, 08/02/10

Chamem-me fraca. Mas estou cansada. Tão cansada. E o dia de hoje provou-me isso.

A Carla matou-se no mesmo dia que a irmã, mas um ano depois. No dia 1 de Novembro de 2009. E eu fiquei a saber disso hoje...

E eu percebi quão cansada estava. Cansada de guardar esta culpa só para mim, de fingir que está tudo bem quando na verdade não está. De dizer que passei por cima, quando não o fiz.

Isto porque eu sou a Culpada. A Culpa é minha. Se não fosse por minha causa, a Rute estaria viva! E a irmã dela também. Se não tivesse sido birra minha, se não a tivesse deitado abaixo no momento que ela mais precisava de mim, eu sei que ela estaria bem. Ela tinha imensa força.

Mas a culpa foi minha. A Rute está morta. A Carla está morta. E a culpa é minha e só minha. A mãe delas anda a passar mal. E a culpa é minha.

Não importa o quanto me achem boa pessoa. Não importa esse bom coração que dizem que tenho. Porque não tenho. E nada do que possa fazer as vai trazer de volta.

Apenas se voltasse atrás no tempo e não dissesse o que disse.

 

E é nestes momentos que me lembro do Rui a dizer "Tu és um monstro. Tudo em que tocas ou desaparece ou morre" E eu apenas me sinto a afundar. Sem vontade de vir à superficie mesmo que seja só para poder respirar. Sem vontade de sorrir, porque parece tudo demasiado cansativo. Demasiado falso. E todos os meus amigos, que sei que têm boas intenções só fazem pior ao tentarem animar-me: sempre que o tentam fazer sinto-me na obrigação de sorrir, de parecer bem. Porque é so isso mesmo "parecer". Depois fico a pensar Se eles soubessem que a culpa é minha não estariam a agir assim.

Mas depois paro. Fecho os olhos. Apago tudo o que tinha na minha cabeça. E começo a sorrir. E percebo que afinal não era um esforço assim tão grande. E olho à minha volta e vejo gente tão forte. Exemplos para mim.

E assim paro, luto contra aquela força que me fecha dentro de mim mesma. E nado até à superficie.

E depois vem o pensamento Nunca lhe pude pedir desculpa...

E regressa tudo.

 


sinto-me: Cansada

sO(me)One✿ @ 20:39

Seg, 08/02/10

 

Oh meu Deus! :O
Mas q foi q se passou com elas, Andy?
O q quer q seja, n te sintas culpada...

Bjs*

S @ 23:43

Qui, 11/02/10

 

Primeiro estás a ser mesmo parva, não tiveste culpa nenhuma, ambas mataram-se e não tu a elas, indepentemente do que lhes tenhas dito ou não, foi uma escolha delas e tu nada tiveste haver e lembro-me perfeitamente de um post que escreveste da carta da Rute em que ela dizia exactamente que não tinhas culpas, por isso tira isso da tua cabeça... TU tens sim um bom coração, mentaliza-te disso e és uma pessoa querida...


Marafadinha @ 08:57

Sex, 12/02/10

 

Psst Psst,
mas então que raio de conversa de culpa é esta?!
Ainda és novinha mas acho que tens bastante maturidade para te dizer uma coisa (e tentares pelo menos pensar sobre isso). Cada um de nós tem de passar por determinadas experiências na vida. Experiências que nos podem fazer sofrer mas que SEMPRE servem para nos fazer crescer espiritualmente.
As tuas amigas morreram, não por culpa de ninguém, mas porque esse era o ensinamento de vida para elas. A tua vida cruzou-se com as delas, porque também essa situação te fará crescer. Tinha que ser assim!! E o que tu vais conseguir fazer com o tempo, é tirar as lições de vida dessa situação e seguir em frente. Seguir em frente, sabendo que és forte, que estás aqui e que tens o dever de aprender com as experiências porque passas. Tens a obrigação de ser feliz e partilhar aquilo que viveste, desde que isso também ajude outros em situações semelhantes. Nunca vais esquecer, mas vais começar a entender, a interiorizar e conseguir libertar esse peso de cima.

E agora que já deves estar a reclamar por vir esta "mãezinha" (que nem sequer ainda é mãe) dar lições de moral, vira para cá o rabiosque para levares umas palmadas a ver se te passa a impertinência.
Já está? Ok. Agora um abraço forte e duas beijocas. Linda!
**

sO(me)One✿ @ 23:39

Sab, 20/02/10

 

Oh querida, regressavas hj, n era?
Quero saber td dessa viagem :P

Bjs*


sandra mota @ 18:16

Seg, 22/02/10

 

achas-te fraca? :| óh minha querida, não te conheço, mas sinceramente não me parece que sejas..
e a culpa de a Rute e a Carla se terem matado, jamais será tua, JAMAIS e mete isso na tua cabeça sim?
"Se não tivesse sido birra minha, se não a tivesse deitado abaixo no momento que ela mais precisava de mim, eu sei que ela estaria bem." tu não sabias que ela ia reagir daquela maneira (da pior maneira que se tem para enfrentar os problemas), e aliás não podias ter deixado de ser sincera com ela (porque aposto que o foste).
e no meio disto tudo, tu és sem duvida a pessoa mais forte $;
beijinhos, sandramota.blogs.sapo.pt